top of page

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE A AÇÃO DA LICENÇA ESPECIAL



1) O que é o direito à Licença Especial?

Resposta: A Ação de Licença Especial Com Conversão em Pecúnia está fundamentada no Estatuto da Polícia Militar, que prevê que a cada 10 (dez) anos de efetivo serviço, o militar fará jus à LICENÇA ESPECIAL, que consiste no afastamento pelo período de 6 (seis) meses, sem prejuízo à sua carreira. Todavia, é frequente que o militar vá para a inatividade sem a oportunidade de usufruir deste direito previsto na legislação, gerando, assim, o direito a conversão do período não gozado em pecúnia.


2) Quem tem direito?

Resposta: Os Policiais e Bombeiros Militares do Estado do Pará que foram para a reserva ou reformados por incapacidade nos últimos 05 (cinco) anos. É necessário ainda o preenchimento dos seguintes requisitos: a) não ter usufruído dos 06 (seis) meses adquiridos a cada 10 anos de efetivo serviço enquanto estava em atividade; b) não ter averbado este período para fins de inatividade.


3) Como fazer para requerer esse direito e quais os documentos necessários?

Resposta: Os documentos necessários para o ajuizamento são: documentação pessoal (RG e comprovante de residência), portaria, contracheque atual, cópia integral do processo de reserva/reforma (obtida junto ao IGEPREV, por meio de requerimento) e Declaração de Licenças Não Gozadas (obtida por requerimento, no Centro de Veteranos e Pensionistas).


4) Qual tem sido o entendimento da justiça do Estado do Pará sobre a matéria?

Resposta: Atualmente encontra-se pacificado nos tribunais locais a conversão dos decênios integrais em pecúnia. Quanto aos decênios proporcionais, há divergência de entendimento entre os juízes que compõem o sistema dos juizados da fazenda.


5) Quais as chances de perder a causa?

Resposta: Assim como toda e qualquer demanda judicial, há riscos de derrota, o que implica no pagamento das custas e honorários da parte adversa, caso o militar não seja beneficiário da gratuidade. No entanto, no caso em questão, reputamos remota a possibilidade de insucesso em razão da atual pacificação de entendimento no âmbito das turmas recursais do Sistema dos Juizados da Fazenda.


363 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page